10
jun
2013
29

OXANDROLONA – PERFIL (DUDU)

Oxandrolona é um derivado do DHT, 17 AA, classe 1 (forte ligação ao receptor androgênico, AR).

Oxandrolona foi sintetizada pela primeira vez por Raphael Pappo da Searle Laboratories, atual Pfizer Inc. , comercializada com o nome Anavar, e introduzido nos Estados Unidos em 1964. Ela é um esteroide anabólico sintético derivado da dihidrotestosterona (DHT), com um átomo de oxigénio substituindo o 2º carbono e metilação na posição 17. Anavar foi prescrito para promover o crescimento muscular em doenças que causam a perda de peso involuntária, e é usado como parte do tratamento de HIV / AIDS. Também tinha sido mostrado para ser parcialmente bem sucedido no tratamento de casos de osteoporose . No entanto, em parte devido à má publicidade de seus abusos por fisiculturistas , a produção de Anavar foi descontinuada pela Searle em 1989. Ela passou a ser comercializada pela Bio -Technology General Corporation , agora Pharmaceuticals Savient que , após testes clínicos bem-sucedidos em 1995, lançou a droga com o o nome comercial Oxandrin [1].
Oxandrolona é uma droga pouco androgênica e moderadamente anabólica, com bom efeitos estéticos e ganhos sem retenção e sólidos, por isso é uma droga excelente para ciclos de definição, com adicional de ser uma boa droga para queima de gordura (até mesmo superior à testosterona) [2]. Sua baixa androgenicidade e hepatotoxicidade faz com que seja uma droga tolerada mesmo em dosagens altas de ~100 mg por dia, sendo também pouco supressiva ao eixo HPT. Oxandrolona, ​​utilizado numa dose de 20 mg / dia suprimiu produção endógena de testosterona em 67% após 12 semanas de terapia [3]. Estudos mostraram um efeito rebote do LH (hormônio luteinizante) após o uso da mesma, atingindo valores maiores do que os registrados antes da supressão [4]. As concentrações séricas de IGF-1 aumentaram durante o tratamento com oxandrolona e continuaram a aumentar depois do tratamento ter cessado [5] . Oxandrolona também não aromatiza e nem se converte em DHT.
Oxandrolona também é uma excelente droga para ganho de força, uma vez que ela aumenta a síntese da fosfocreatina, aumentando rapidamente a recuperação da reserva de ATP e a disponibilidade do mesmo, possibilitando treinos mais intensos. Também parece melhorar a capacidade respiratória, sendo uma boa droga para praticantes de artes marciais [6].
As doses usuais mais relatadas variam de 20 mg a 100 mg diárias, sendo 60-70 mg uma boa dose se o objetivo for um ciclo com ganho de qualidade, ainda mais se combinada com outras drogas, como testosterona e/ou algum esteróide classe 2 com o qual apresenta boa sinergia (hemogenin, dianabol, stanozolol) [7]. Por ser pouco supressiva e gerar ganhos sólidos oxandrolona é uma boa droga para ser usada em pontes entre ciclos e até mesmo em uma parte da TPC, com a finalidade de ajudar a segurar os ganhos conquistados durante o ciclo. Nesse caso doses de ~10-30 mg já seriam suficientes.
Por ser pouco androgênica e com bons efeitos estéticos e anabólicos oxandrolona costuma ser a droga preferida pelas mulheres, sendo o risco de virilização muito baixo com essa droga. Ciclos costumam durar ~6-8 semanas as doses mais eficientes relatadas de ~20-30 mg por dia.

 

REFERÊNCIAS:

[1] http://en.wikipedia.org/wiki/Oxandrolone

[2] http://pt.steroidset…var-oxandrolone
http://www.steroid.com/Anavar.php

Oral anabolic steroid treatment, but not parenteral androgen treatment, decreases abdominal fat in obese, older men.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8574271

[3] Treatment with oxandrolone and the durability of effects in older men

http://jap.physiology.org/content/96/3/1055

[4] The effects of oxandrolone on the growth hormone and gonadal axes in boys with constitutional delay of growth and puberty.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8319371

[5] Double blind placebo controlled trial of low dose oxandrolone in the treatment of boys with constitutional delay of growth and puberty.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1778902/

[6] L. Rea, Chemical Muscle Enhancement

[7] http://thinksteroids…rofiles/anavar/

 

abraços, DUDU HALUCH

You may also like

Diuréticos
T3 e T4 (DUDU)
HEMOGENIN – PERFIL (DUDU)
EFEDRINA, EC – PERFIL

8 Responses

  1. RODRIGO

    DUDU, a queda endógena de testo, citada acima, no uso após 12 semanas, pode ser controlada de alguma forma, sem termos a necessidade de combinar o uso da oxa com testo por fora?

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.