18
jul
2014
5

Treino, Dieta, Ciclo, a importância de cada variável (DUDU)

Se me perguntassem qual a variável mais importante para um atleta em contest, responderia com toda convicção que é a DIETA, não o ciclo ou o treino. Já trabalhei com vários atletas e muitos deles só tinham acesso limitado a certos hormônios, e mesmo assim evoluíram tão bem quanto outros usando os combos mais exóticos e cheios de drogas.

Claro que depende do nível que vc compete faz toda diferença o que vc usa, mas existe uma variedade de protocolos e doses para se seguir, e quem vai ser o fator principal para determinar sua condição no fim das contas é sua estratégia nutricional. Já o grau de importância do treinamento tem uma variabilidade muito grande, uma vez que alguns atletas, dotados de boa genética, em termos de proporção e simetria, não precisam de tanto direcionamento em termos de métodos de treino, já que respondem bem aos mais diversos estímulos (tensionais ou metabólicos).

Na maioria dos casos o atleta precisa aprender a lidar com seus pontos fracos, corrigir suas falhas, e em muitas categorias do fisiculturismo é preciso se adequar a um determinado padrão (shape V, nível de muscularidade, percentual de gordura). Dessa forma o atleta precisa ter consciência de que muitas vezes será muito difícil ele se adequar a determinada categoria por uma condição genética que não favorece, mas muitos outros atletas podem direcionar seu treinamento no longo prazo para se enquadrar na categoria desejada. Nesse ponto os hormônios desempenham um papel fundamental, uma vez que que os grupos musculares mais fracos do shape do atleta podem ter um potencial de melhora aliado a um estímulo mais intenso do treino, com o cuidado adicional de que os hormônios irão favorecer muito mais a hipertrofia dos seus pontos fortes, de forma que o estímulo sobre esses grupos musculares deve ser minimizado (em volume e intensidade, frequência de treinamento).

Claro, que dependendo das proporções e assimetrias do seu físico, não é em um contest que vc vai resolver todas as suas falhas, mas acima de tudo no OFF Season, onde o ganho de massa muscular tem que ser pensado e direcionado para melhora dos seus pontos fracos. No contest o que importa realmente é o seu nível de condicionamento, então é lapidar o shape otimizando principalmente sua estratégia de nutrição e aeróbico. Quanto mais preparado e treinado o atleta maior o potencial dele com o mínimo de recursos ergogênicos. O que significa, precisar de menos recursos que pessoas que competem no mesmo nível que vc para ficar tão bom quanto. E isso faz toda diferença para quem quer evoluir continuamente no fisiculturismo, pois quanto menos vc precisa maior seu potencial (isso não funciona para os apressados), já que usando mais vc será muito melhor. Eu vejo caras de 70-80kg usando quase 1g de testo, 2-3 g de hormônios por semana (não, eles não são baixinhos de 1,60m rasgados, e sim caras de 1,70-1,80m com BF alto muitas vezes), se entupindo de thermogênicos, insulina, lol, vc não vai muito longe com toda essa merda. O segredo é a otimização

abraços, Dudu Haluch

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.